Biodiversidade

A Mata Atlântica está entre as florestas tropicais mais importantes do planeta. Considerada como um hotspot de biodiversidade, abriga cerca de 20.000 espécies de plantas, 197 espécies de répteis, 340 espécies de anfíbios e 891 espécies de aves. No entanto, menos de 11% de sua cobertura original está preservada. Na região nordeste do Brasil este cenário é ainda mais crítico: o longo histórico de degradação  culminou em menos de 2% de remanescentes florestais.

O Complexo Florestal da Serra do Urubu é um dos maiores remanescentes de floresta montana no estado de Pernambuco e fica localizado no Centro de Endemismo Pernambuco, uma das florestas tropicais mais ameaçadas do mundo. A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Pedra D’Anta está inserida neste complexo florestal e é contígua a RPPN Frei Caneca.

A Serra do Urubu abriga uma rica biodiversidade, são 274 espécies de aves, sendo 33 espécies endêmicas da Mata Atlântica, 20 espécies endêmicas do Centro Pernambuco, 14 espécies globalmente ameaçadas e 2 quase ameaçadas (BirdLife International/IUCN, 2016),  e 12 nacionalmente ameaçadas, considerando a lista nacional do MMA (2014). Além das aves, ainda são encontradas 35 espécies de mamíferos, 38 espécies de anfíbios, 32 espécies de répteis, 65 espécies de briófitas, 130 espécies de samambaias, 66 espécies diferentes de orquídeas, e 39 espécies de bromélias.